Get Adobe Flash player

Apoio

Pipocas Plinc - clique para acessar o site Ferro & Aço Djafer - clique para acessar o site Edfer Ferro e Aço - clique para acessar o site MS Ideias e Soluções - clique para acessar o site

Como Ajudar?

O Lar na Rede

       

Como Posso Ajudar ?

REGISTRO A PARTIR DA NOVA CONSTRUÇÃO

COMO SURGIU A IDÉIA?

A urgente necessidade de ampliar o socorro aos velhinhos abandonados de Cel. Fabriciano, vem, de há  muito, desafiando os vicentinos. 

Quando da ativação da Conferência N. S. da Imaculada Conceição, pelos idos de 1973, graças ao entusiasmo dos confrades Bragança e Miro, tornou-se como meta a reorganização do antigo asilo, que, na época, nada mais era do que algumas casinhas simples, no total de mais ou menos 08, onde residiam al­gumas famílias e alguns velhinhos, sendo olhados por alguns dos internos que tinham algum discernimento. O casal de vicentinos , que mais se preocupava com os internos eram o confrade Manoel Dandão e sua saudosa esposa consocia Anita, da Conferência N. S. do Perpétuo Socorro. Entretanto, devido às dificuldades da época, o espaço físico era precaríssimo. 

 

RELATÓRIO DA FUNDAÇÃO E FINALIDADES

Nos idos de 1954, o saudoso padre José Gonçalves da Costa, foi iluminado pelas luzes do Espírito Santo, dando-lhe a feliz idéia de fundar em Coronel Fabriciano um Asilo para atender à velhice desamparada. Este projeto de tão alta relevância foi levado ao conhecimento da SSVP, que pelo alcance social teve uma acolhida das mais entusiastas pelos vicentinos da época. Após a 1ª reunião foi constituída uma Comissão para solicitar ao Prefeito da época a doação de um terreno onde seria edificado o Asilo. Sensível ao problema e levando-se em consideração a importância do projeto foi doada à SSVP uma área de 3.600 m² no local denominado "Buraco da Nazaré", hoje bairro Nazaré. 

No dia 08 de dezembro do mesmo ano, dia da Imaculada Conceição, em solenidade concorrida, presentes o pároco Padre José Brandão, que substituira o Padre Jose Gonçalves, Prefeito, Vereadores, Vicentinos e a comunidade em geral, foi lançada a pedra fundamental da obra, dando assim o primeiro passo para o início da construção. Após longos meses, com a participação de todos, sob a orientação de diversos vicentinos abnegados, a obra foi concluída. Embora simples, acolheu de imediato, os idosos mais carentes.
 

Com o aumento considerável da demanda de pedido de internamento, uma vez que a cidade de Coronel Fabriciano com a implantação da USIMINAS começou a crescer vertiginosamente, surgiu a idéia de se construir um novo prédio, com o nome de LAR DOS IDOSOS para atender essa crescente demanda. Em 1982 foi feito um anteprojeto do prédio para estudos de sua viabilidade, sendo ouvidos na época, diversos seguimentos da Comunidade, tais como: Paróquia, Congregação das Irmãs Carmelitas, Hospitais, Rotary e Lions Clube, etc.


Em algum tempo foi recebida uma resposta afirmativa da Empresa USIMINAS que colocou à disposição dois engenheiros e o serviço de topografia para inicio das obras com recursos financeiros reservados para a primeira fase. As fases seguintes foram possíveis através de campanhas, doações de materiais feitos pela USIMINAS, Vale do Rio Doce, Belgo Mineira e outras empresas. As casinhas foram demolidas e os idosos passaram para o primeiro pavimento do prédio, ainda em construção. Somente em 1994 as obras foram concluídas com o prédio dotado de 3 pavimentos e capacidade para acomodar confortavelmente 50 leitos. 

Com a fundação do Conselho Central e implantada novas diretrizes na estrutura organizacional dos Conselhos Particulares da SSVP, foi solicitado ao Conselho Metropolitano de Governador Valadares, na época presidido pelo confrade Hélio Pinheiro da Cunha, a transformação do LAR DOS IDOSOS em OBRA UNIDA, sendo aprovado o seu estatuto em 1996.